top of page

Responsabilidade socioambiental é essencial para o seguro rural

Atualizado: 27 de fev.

Por: Bruna Goulart

26.02.2024





Um ponto que merece destaque quando se considera o desenvolvimento do mercado de seguro rural no país, é a importância da rastreabilidade socioambiental dos produtores que utilizam a ferramenta de gestão de riscos.


As seguradoras precisam intensificar o monitoramento das operações e reforçar os compromissos das suas políticas corporativas em relação a possíveis violações ambientais, embargos, trabalho escravo e entre outros indicadores.


Através da tecnologia, as companhias podem, por exemplo, receber alerta sobre inconformidades e alterações nos termos durante a vigência das apólices.


Além disso, destaca-se a importância dos corretores de seguros ao questionar e observar minuciosamente os detalhes antes de um novo contrato.

Marcelo Pimenta, head de agronegócio da Serasa Experian, explicou em matéria recente da Globo Rural, que as instituições financeiras concedentes de crédito e seguradoras, “podem ser consideradas responsáveis solidárias. Sem contar o risco de reputação e de imagem, que são imensuráveis.”


Outra perspectiva relevante é referente aos seguros abrangidos pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). O diretor do Departamento de Gestão de Risco do MAPA , Jônatas Pulquério, afirmou em publicação (Linkedin), que a equipe está desenvolvendo melhorias dos procedimentos das análises socioambiental com a incorporação de uma plataforma customizada para o PSR que irá avaliar com maior acurácia os seguintes critérios:


  • Trabalho Escravo: Cadastro de Empregadores que tenham submetido trabalhadores a condições análogas à escravidão;

  • MTPS;

  • Áreas Embargadas: IBAMA;

  • Áreas Embargadas: ICMBio;

  • Terras Indígenas: FUNAI;

  • Unidades de Conservação: Ministério do Meio Ambiente - MMA;

  • Sítios Arqueológicos brasileiros cadastrados no IPHAN;

  • Territórios Remanescentes/Comunidades Quilombos:

  • INCRA;

Portanto, um sistema que permite recusar ou ajustar contratos se eles apresentarem desacordo com princípios socioambientais, são fatores básicos a serem incluídos na análise de qualquer seguro rural, além, de claro, promover maior a sustentabilidade do agronegócio nacional.

Comments


bottom of page