top of page

EUA: a cobertura do seguro agrícola chega a 500 milhões de acres



Agricultores e pecuaristas contrataram apólices de seguro agrícola em mais de 500 milhões de acres no ano passado (aproximadamente 202 milhões de hectares), impulsionados pela crescente popularidade de seguros para culturas forrageiras. A inscrição geral no seguro agrícola aumentou 85% nos sete anos desde 2016, de acordo com dados do USDA .


O programa de subvenção do seguro agrícola é o maior apoio do USDA à agricultura, com despesas orçamentárias projetadas pelo CBO, em 125 bilhões de dólares ao longo de 10 anos, em comparação com 61 bilhões de dólares para subsídios agrícolas tradicionais.


O governo americano paga 62 centavos de cada dólar em prêmio e os produtores rurais pagam o restante. Cerca de US$ 16 bilhões foram pagos até o momento em indenizações sobre a produção de 2023.

Há uma década, o seguro rural cobria cerca de 290-295 milhões de acres anualmente e as culturas agrícolas representavam mais de 75% dos acres segurados. Em 2021, a área segurada cresceu para 444,5 milhões de acres e 40% dela estava coberta por uma apólice para pastagem. O seguro agrícola aumentou a abrangência para 493,8 milhões de acres em 2022 e para 539,5 milhões de acres em 2023. Existem quase 880 milhões de área produtiva nos EUA.


O seguro Pastagem e Forragem ”, criado em 2007, é um seguro paramétrico, baseado em índice de precipitação. Os produtores escolhem o nível de cobertura por pelo menos dois períodos de dois meses cada e um fator de produtividade. Caso o índice final de precipitação da área fique abaixo do nível escolhido, poderá ser emitida a indenização.


As culturas forrageiras, apesar de representarem uma grande parte da área total segurada, têm um valor monetário relativamente baixo e representaram apenas 1,6% do passivo total de 2014 a 2021”, afirmou um  relatório do Serviço de Investigação Económica  em dezembro passado sobre programas de gestão de risco.

O seguro pecuário também cresceu no país norte-americano. A importância segurada nas apólices contra riscos de morte de animais e redução de receita (faturamento) atingiu cerca de US$ 32 milhões até o momento deste ano, mais que dobrando o total de US$ 14 milhões em 2021. Em 2023, aproximadamente US$ 1,2 bilhão foram pagos em indenizações, em comparação com os $150.269 em 2021.


Enfim, dados bem distantes da realidade brasileira. Se gostou do conteúdo, deixe o seu like!





Commentaires


bottom of page