Conheça o seguro de vida para equinos.

Atualizado: 9 de Jan de 2019


O mercado de equinos está em constante crescimento e os criadores de cavalos estão cada vez mais exigentes e preocupados com a qualidade e proteção desses animais. Por mais cuidados que tenham durante o manejo, alguns riscos fogem do controle, como raios durante tempestades, picada de cobra, acidentes, doenças e até mesmo eventos inesperados durante o transporte. Para protegê-los, os criadores estão a investir em seguros.


O seguro de animais no Brasil existe há mais de 30 anos e a estimativa é que atualmente cerca de 8.000 cavalos estejam segurados, sendo a (maioria) destinados a esportes e reprodução, pois, é de grande importância garantir que os investimentos realizados por criadores e competidores não sejam perdidos. Além disso, é uma forma de proteção não só do investimento, mas também de segurança e cuidado, já que são animais de alto valor e sentimentalmente importantes.


É relevante destacar que as despesas emergenciais de casos clínicos ou cirúrgicos podem ser reembolsadas pelo seguro que cobre também a perda de fertilidade, perda de função esportiva e roubo ou furto qualificado desses animais. A apólice abrange qualquer raça de equinos, bem como para aqueles sem registro em associação de raça (sem raça definida), mas que tenham aptidão e resultados comprovados ao que foi atribuído, é válida em todo o território nacional, e também internacional, tem a cobertura de transporte inserida na contratação básica e o seu prazo máximo de vigência é de um ano, podendo também ser realizado por um período menor, caso seja necessário.


Os documentos solicitados são: Exame de Mormo; Exame de Anemia Infecciosa Equina, AIE; Hemograma, Atestado padrão da seguradora preenchida pelo médico veterinário do animal e Comprovantes de valor. Em relação ao custo, a precificação deste seguro é relativa à idade do animal, utilização e região domiciliar, podendo variar em média de 3% a 7% dos valores a serem assegurados, no qual apólices em grupo de animais são disponibilizados descontos.


Ou seja, o preço compensa e não é alto porque o criador vai ter grande parte do seu investimento garantido caso ocorra à morte, doença ou acidente dos animais decorrentes dos riscos cobertos. A orientação é que a contratação seja feita por um corretor habilitado e de preferência que também, seja especializado no ramo rural, pois, o esclarecimento e as informações qualificadas são essenciais para o seguro ser realizado com as corretas adequações as necessidades do proprietário de equinos.

Bruna Goulart, é Engenheira Agrônoma & Corretora de Seguros, Fundadora do Info Seguro Rural.




52 visualizações

(31) 9952 3815

  • Instagram
  • Facebook
  • LinkedIn

©2018 by Info Seguro Rural.